Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Opdivo (nivolumab): Relatórios de avaliação de financiamento público disponíveis na Infomed – Deferimento – Notícias

07 mar 2024

Para: Público em geral

Deferimento

O medicamento Opdivo (nivolumab) obteve autorização para ser utilizado em meio hospitalar nas seguintes indicações terapêuticas:
 

  • OPDIVO em associação com ipilimumab e 2 ciclos de quimioterapia baseada em platina é indicado para o tratamento em primeira linha do cancro do pulmão de células não-pequenas metastático, de histologia escamosa e não escamosa, com PD-L1<50% e cujos tumores não têm mutação sensibilizante EGFR nem translocação ALK.
  • OPDIVO em monoterapia é indicado para o tratamento de doentes adultos com carcinoma pavimentocelular do esófago avançado irressecável, recorrente ou metastático após quimioterapia prévia de associação, baseada em fluoropirimidina e platina
  • OPDIVO em associação com ipilimumab é indicado para o tratamento em primeira linha do mesotelioma pleural maligno não ressecável, em adultos.
  • OPDIVO em monoterapia é indicado para o tratamento adjuvante de doentes adultos com cancro do esófago ou da junção gastroesofágica com doença patológica residual após quimioradioterapia neoadjuvante prévia
  • OPDIVO em associação com quimioterapia baseada em fluoropirimidina e platina no tratamento em primeira linha de doentes adultos com carcinoma pavimentocelular do esófago avançado irressecável, recorrente ou metastático com expressão PD-L1 ≥ 1% das células tumorais.
  • OPDIVO em associação com ipilimumab no tratamento em primeira linha de doentes adultos com carcinoma pavimentocelular do esófago avançado irressecável, recorrente ou metastático com expressão PD-L1 ≥ 1% das células tumorais.
  • OPDIVO em associação com quimioterapia de associação baseada em platina e fluoropirimidina para o tratamento de primeira linha de doentes adultos com adenocarcinoma HER2 negativo avançado ou metastático gástrico, da junção gastroesofágica ou esofágico cujos tumores expressam PD-L1 com uma marcação combinada positiva (CPS – combined positive score) > ou igual a 5.
  • OPDIVO em monoterapia é indicado para o tratamento adjuvante de adultos com carcinoma Urotelial músculo invasivo e expressão PD-L1 ≥ 1% das células tumorais, que estejam em risco elevado de recorrência após ressecção radical do carcinoma urotelial músculo invasivo, sem indicação para QT adjuvante.

 

Os relatórios públicos destas avaliações estão disponíveis na Infomed, na página do medicamento, bem como na página do Infarmed dedicada às decisões de financiamento.

Link da fonte

Scroll to Top