Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Unidade de Farmacovigilância lança estudo sobre efetividade dos materiais educacionais de fármacos teratogénicos – Notícias


A Unidade de Farmacovigilância de Lisboa, Setúbal e Santarém (UFLSS),sob coordenação do Infarmed, promove um estudo com o objetivo de avaliar a receção, conhecimento e utilização, pelos doentes e profissionais de saúde, dos materiais educacionais atualmente existentes para os fármacos Talidomida, Lenalidomida e Pomalidomida.

A talidomida e os seus análogos, como é o caso da lenalidomida e da pomalidomida, são fármacos
incluídos no grupo farmacoterapêutico “Outros imunossupressores”, com indicação
para utilização em monoterapia ou em terapêutica combinada com outros fármacos
para tratamento de doentes diagnosticados com mieloma múltiplo e, no caso da
lenalidomida, também para tratamento das síndromes mielodisplásicas,
de linfoma de células do manto em recidiva ou refratário e de linfoma folicular
previamente tratado (Grau 1-3). Apesar da eficácia terapêutica comprovada
destes fármacos, existem alguns riscos associados à sua utilização,
nomeadamente o risco de teratogenicidade.

Este risco condicionou a criação de um Plano de Prevenção da
Gravidez (PPG) para alertar prescritores, farmacêuticos e doentes acerca da
importância de não ocorrer uma gravidez ao longo do tratamento. Os materiais
educacionais são formas de operacionalizar os PPG. Deste modo, torna-se
importante avaliar o conhecimento e aplicação dos PPG, por parte dos
intervenientes no circuito de prescrição, dispensa e utilização dos fármacos
talidomida, lenalidomida e pomalidomida.

A UFLSS convida assim os farmacêuticos hospitalares
participarem neste estudo até ao próximo dia 31 de dezembro através deste link. 

Link da fonte

Scroll to Top