Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

“Temos o dever de prestar ajuda”, diz presidente da FIP – Notícias


A Federação Internacional Farmacêutica (FIP) emitiu, esta semana, um comunicado a condenar todos os atos de violência ou guerra, e a reforçar o seu apoio à profissão farmacêutica no trabalho humanitário. A FIP relembra que, como profissionais de saúde, os farmacêuticos têm a responsabilidade e dever ético de ajudar em situações de desastre.

A organização, que entrou logo em contacto com a Ordem dos Farmacêuticos da Ucrânia após a invasão pela Rússia, está atualmente a organizar um programa de ajuda humanitária e divulgou uma série de ações que está a desenvolver. 

“A FIP esforçar-se-á sempre para apoiar os nossos colegas em todo o mundo, respondendo às suas solicitações e não agindo de forma isolada. Avaliaremos sempre a necessidade em relação ao pedido, mas a nossa oferta de apoio é universal e equitativa. Estamos a testemunhar esforços heróicos dos cidadãos ucranianos e dos nossos colegas farmacêuticos. É realmente comovente, inspirador e aterrorizante em igual medida”, diz Catherine Duggan, CEO da FIP.

A Federação apela também ao alinhamento das campanhas humanitárias das organizações farmacêuticas, de forma a potenciar o trabalho e a evitar duplicação desnecessária de ações, aconselhando, por exemplo, a que todas as associações-membro do Grupo Farmacêutico da União Europeia (PGEU) sigam as orientações deste grupo. 

Leia aqui o comunicado na íntegra.

Link da fonte

Scroll to Top