Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

SEFAC distinguiu trabalho de farmacêuticos comunitários portugueses – Notícias


A Sociedade Espanhola de Farmácia Familiar e Comunitária (SEFAC) distinguiu, durante o seu VII Congresso Nacional de Farmacêuticos Comunitários, que decorreu entre 26 e 28 de maio, em Saragoça, um trabalho desenvolvido por três farmacêuticos, dois portugueses – Pedro Aguiar, Filipa Alves da Costa – e um espanhol – Manuel Gimeno Palanca –, e uma enfermeira portuguesa, Ana Margarida Costa, sobre a relação entre a ocorrência de quedas em idosos e o consumo de psicofármacos.

A Sociedade Espanhola de Farmácia Familiar e Comunitária (SEFAC) distinguiu, durante o seu VII Congresso Nacional de Farmacêuticos Comunitários, que decorreu entre 26 e 28 de maio, em Saragoça, um trabalho desenvolvido por três farmacêuticos, dois portugueses – Pedro Aguiar, Filipa Alves da Costa – e um espanhol – Manuel Gimeno Palanca –, e uma enfermeira portuguesa, Ana Margarida Costa, sobre a relação entre a ocorrência de quedas em idosos e o consumo de psicofármacos.
    
O trabalho apresentado no congresso da SEFAC teve início num estágio de investigação extra curricular proposto pela Universidade de Valencia ao Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz (ISCSEM).

Desenvolvido numa residência sénior em Portugal, consistiu na análise dos processos dos doentes, para avaliar se havia registo de ocorrência de quedas, e dos seus registos farmacoterapêuticos, para confirmar a utilização de psicofármacos.

Embora os dados sejam ainda preliminares, verifica-se que a toma de três ou mais psicofármacos em concomitância duplica o risco de queda.

Os autores aludem ainda ao importante papel que o farmacêutico pode ter na revisão da medicação em lares, contribuindo assim para o uso responsável do medicamento, sobretudo quando integrado numa equipa multidisciplinar

Link da fonte

Scroll to Top