Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Saúde apresentou balanço da Receita Sem Papel – Notícias


O Ministério da Saúde fez um balanço dos primeiros dias de aplicação do despacho que determinou a obrigatoriedade de prescrição eletrónica desmaterializada de medicamentos, em vigor nas unidades do SNS desde 1 de abril.

O Ministério da Saúde fez um balanço dos primeiros dias de aplicação do despacho que determinou a obrigatoriedade de prescrição eletrónica desmaterializada de medicamentos, em vigor nas unidades do SNS desde 1 de abril. De acordo com a tutela, mais de 90% das farmácias fazem diariamente a dispensa de medicamentos com base na receita desmaterializada, estimando-se uma média de 400 mil embalagens de medicamentos dispensados no âmbito do novo sistema.
    
O Ministério da Saúde adianta ainda que 40,64% de todas as receitas do SNS foram já prescritas exclusivamente de forma desmaterializada e que 5.442 médicos passaram a emitir as suas prescrições através de receitas sem papel.

“Em média, por dia, 60 mil utentes receberam receitas desmaterializadas, o que equivale a cerca de 70 mil prescrições”, refere o comunicado da tutela, sublinhando que estes dados ultrapassam as metas fixadas.

Entretanto, os SPMS anunciaram que vão proceder a uma atualização do sistema entre as 13:00 de sábado e as 04:00 de domingo, o que vai impossibilitar as farmácias de dispensarem medicamentos prescritos em receitas desmaterializadas durante este período.

Na preparação de todo este processo, os SPMS trabalharam com as associações setoriais, no sentido de alertar os utentes para este impedimento temporário e contactando as entidades prescritoras no sentido de recomendarem aos médicos que passem as guias de tratamento.

Link da fonte

Scroll to Top