Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Relatório sobre reações adversas às vacinas COVID-19 em Portugal – Notícias


O Infarmed divulgou o primeiro relatório sobre as notificações a reações adversas às vacinas para a COVID-19 em Portugal, que atualiza semanalmente com dados recebidos do Portal RAM.

Desde o início da campanha de vacinação, registam-se 5.359
notificações, num total de 3.658.504 doses administradas, distribuídas como “não
graves” (55,9%), “graves” (43,4%) e “graves fatais” (0,6%), embora nem todas com
relação causal direta com a vacina administrada.

De acordo com o relatório, “observa-se a esperada relação
entre o número de notificações e o número de doses administradas”. Os casos
notificados através do Portal RAM são avaliados pelo Sistema Nacional de
Farmacovigilância e integrados base de dados europeia Eudravigilance, disponível
para consulta pública.

Entre as reações adversas mais notificadas estão as “dores
musculares/articulações”, “cefaleias”, “febre” e “astenia/fraqueza/fadiga”, com
maior prevalência no sexo feminino e nas faixas etárias compreendidas entre os 30
e 49 anos.

O Infarmed refere que os sistemas de notificação espontânea
de reações adversas não permitem a comparação dos perfis de segurança das
vacinas entre si, mas realça que “são principal fonte de dados para a
identificação de novos efeitos indesejáveis potencialmente associados à
vacinação para a COVID-19”.

Deste modo, reitera a importância da notificação por parte
dos profissionais de saúde, bem como dos cidadãos em geral.

Consulte o Relatório
sobre reações adversas em Portugal
.

Link da fonte

Scroll to Top