Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Regional do Norte inaugurou Núcleo Museológico – Notícias


A Secção Regional do Norte da Ordem dos Farmacêuticos (SRN-OF) inaugurou um novo espaço no edifício situado na Rua Cantor Zeca Afonso, no Porto. Com entrada gratuita (sujeita a marcação prévia) e abertura ao público a partir de agosto, o Núcleo Museológico da SRN-OF expõe cerca de duas dezenas de peças guardadas há mais de 60 anos no Hospital de São João, que retratam a própria evolução dos Serviços Farmacêuticos Hospitalares.

A exposição está distribuída por dois andares do edifício que foi durante vários anos a sede da SRN-OF, apresentando vários equipamentos utilizados pelos Serviços Farmacêuticos do HSJ durante o século passado.

Entre as várias peças cedidas pelo Centro Hospitalar e Universitário de São João (CHUSJ) encontram-se máquinas de fechar frascos e pomadas, de lavar e selar ampolas, de dissolução de comprimidos, de encher e selar cápsulas e supositórios, entre outros utensílios, alguns dos quais adquiridos em 1959, data de fundação do hospital. 

A mostra ilustra, por isso, a evolução dos Serviços Farmacêuticos do CHUSJ e da própria atividade farmacêutica em Farmácia Hospitalar, permitindo preservar e partilhar as memórias dos Serviços Farmacêuticos através da divulgação destes objetos e da forma como eram usados na produção e manipulação de medicamentos.

Presente na inauguração da exposição, o presidente do Conselho de Administração do CHUSJ, Fernando Araújo, mostrou a sua satisfação e orgulho pela conclusão dos trabalhos e arranque da exposição. “Durante largas dezenas de anos servimos os utentes do São João e este foi o melhor local que poderíamos ter encontrado para mostrar, a quem vem visitar, o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido”, afirmou.

O presidente da SRN-OF, Franklim Marques, realçou lembrou que as peças atualmente em exposição são “o exemplo vivo” e o “testemunho da dedicação” que os profissionais de saúde têm vindo a desempenhar até aos dias de hoje. “São eles os responsáveis pela contribuição máxima para a saúde em Portugal”.

Link da fonte

Scroll to Top