Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Primeira reunião de trabalho com novo bastonário dos médicos – Notícias


O bastonário da Ordem dos Farmacêuticos (OF), Helder Mota Filipe, e o novo bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Carlos Cortes, estiveram reunidos pela primeira vez esta semana, na sede da OM, em Lisboa. Os dois responsáveis analisaram várias matérias com impacto no acesso e qualidade dos serviços de saúde, convergindo na importância da comunicação e partilha de informação entre instituições e profissionais de saúde, mas também no reforço da atividade disciplinar das organizações que lideram.

Um dos principais temas do encontro que juntou os
representantes de médicos e farmacêuticos foi o desenvolvimento e implementação
de duas medidas previstas no Orçamento de Estado para o corrente ano: a
dispensa de medicamentos hospitalares em proximidade e a renovação da
terapêutica crónica.

Helder Mota Filipe informou o seu homólogo da OM sobre a
norma desenvolvida no seio da OF para prestação do serviço de dispensa de
medicamentos hospitalares em proximidade. O novo referencial encontra-se
atualmente em Consulta Pública, após a qual será aprovada pela Direção Nacional
da OF e apresentada ao Ministério da Saúde para suportar a regulamentação do
serviço.

O bastonário da OF expressou também o desejo de iniciar um
trabalho conjunto com a OM, tendo em vista a apresentação de uma nova proposta
ao Ministério da Saúde para implementação do serviço de renovação da
terapêutica crónica, sublinhando a importância de uma relação próxima entre
farmacêuticos e prescritores neste domínio.

A OF está ainda a desenvolver uma nova Competência
Farmacêutica em Oncologia, cujas linhas gerais foram também apresentadas ao
bastonário da OM.

O representante dos farmacêuticos apresentou ainda a
estratégia da OF para a área das Análises Clínicas, apontando vários pontos de
convergência com atividade desenvolvida por médicos especialistas em Patologia
Clínica.

Os dois bastonários debruçaram-se igualmente sobre os
respetivos processos de revisão dos estatutos, nos termos na nova lei-quadro
das associações públicas profissionais, concordando no reduzido prazo que ambas
a instituição dispõe para discussão interna de alterações tão profundas ao seu
funcionamento.

No final do encontro, ambos os responsáveis sublinharam a
convergência e sinergias em várias matérias relevantes para a atividade dos
profissionais que representam e para a qualidade dos serviços de saúde
prestados aos cidadãos.

Link da fonte

Scroll to Top