Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Prémio Pegadas para Rui Santos Ivo – Notícias


O Conselho do Colégio de Especialidade de Farmácia Hospitalar da Ordem dos Farmacêuticos (CCCEFH-OF) atribuiu o Prémio Pegadas ao presidente do Infarmed, Rui Santos Ivo, reconhecendo assim seu o importante contributo para o desenvolvimento da Farmácia Hospitalar em Portugal. A distinção foi entregue na abertura das XVI Jornadas de Farmácia Hospitalar, que decorreram este fim-de-semana, no Porto.

O presidente do CCEFH-OF, João Ribeiro, apresentou o homenageado e justificou a atribuição do prémio com o seu vasto currículo e experiência profissional. “Pelas pegadas de farmacêutico hospitalar, que começaram a ser dadas no Hospital de Egas Moniz e que continuam a levá-lo longe, a levar a profissão e o País mais longe”, sublinhou o dirigente da OF.

Rui Santos Ivo concluiu a licenciatura em Farmácia em 1987, na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFUL), vivendo intensamente a vida académica e associativa, na Associação de Estudantes da FFUL, na Associação Académica de Lisboa, no Comité Europeu de Estudantes de Farmácia e na Federação Internacional de Estudantes de Farmácia, que muito contribuíram para uma visão mais alargada da profissão e da regulação do setor farmacêutico.

Iniciou o seu percurso profissional em Farmácia Hospitalar, no Hospital Egas Moniz, após realização de estágios nos Hospitais Civis de Lisboa – São José, Capuchos, Santa Marta e Curry Cabral.

“É como farmacêutico hospitalar que me defino, que me sinto, pois foi essa a minha base, a minha matriz”, foi a frase atribuída a Rui Santos Ivo, destacada pelo presidente do CCEFH-OF durante a atribuição do Prémio.

Ingressou no Infarmed em 1993, iniciando a sua carreira profissional na área da regulação, a nível nacional e europeu. Assumiu a presidência do Infarmed pela primeira vez no ano 2000, durante cinco anos, até 2005, retomando em 2019, até aos dias de hoje. Antes disso, foi também presidente e vice-presidente da Administração Central do Sistema de Saúde, entre 2011 e 2016.

Desde o ano 2000, tem estado também profundamente envolvido nos trabalhos da Agência Europeia do Medicamento, como membro do Conselho de Administração, cargo que ocupa deste 2016.

A nível europeu, foi também Diretor Geral de Empresas e Indústria na Comissão Europeia, entre 2006 e 2008, membro do conselho executivo da Rede Europeia de Autoridades, responsável pela Avaliação de Tecnologias de Saúde (EUnetHTA) e vice-presidente do Comité Técnico Permanente da Declaração de La Valletta, uma cooperação entre dez países da União Europeia para negociação conjunta de preços de medicamentos.

Link da fonte

Scroll to Top