Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

PGEU representado em estruturas da EMA e OCDE – Notícias


O Grupo Farmacêutico da União Europeia (PGEU) reuniu os seus membros em Assembleia Geral, no dia 17 de março, em Bruxelas, contando com a presença na delegação portuguesa de Ana Paula Martins, bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF), e do secretário técnico da OF para os assuntos internacionais, Luís Rhodes Baião.

O Grupo Farmacêutico da União Europeia (PGEU) reuniu os seus membros em Assembleia Geral, no dia 17 de março, em Bruxelas, contando com a presença na delegação portuguesa de Ana Paula Martins, bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF), e do secretário técnico da OF para os assuntos internacionais, Luís Rhodes Baião. Desta assembleia Geral destaca-se a nomeação de Raymond Anderson (Irlanda do Norte) para o Pharmacovigilance Risk Assessment Committee (PRAC) da Agência Europeia do Medicamento (EMA) e a aprovação da adesão ao Business and Industry Advisory Committee (BIAC) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).
    
O farmacêutico irlandês Raymond Anderson foi nomeado para representar as profissões de saúde no PRAC da EMA, dando seguimento ao trabalho efetuado por outro farmacêutico, Filip Babylon, da Bélgica, mantendo-se assim a representação dos farmacêuticos comunitários neste Comité.

Raymond Anderson exerce em Farmácia Comunitária e, desde 2007, com funções Farmacêutico Prescritor Independente, sendo também responsável pela consulta clínica de hipertensão e hiperlipidemia no seu país. Foi presidente da Sociedade Farmacêutica da Irlanda do Norte entre 2006 e 2009 e é o representante desta sociedade no PGEU.

Durante esta reunião do PGEU, foi também aprovada a adesão ao BIAC, como membro observador, sendo sublinhadas as vantagens da proximidade com a OCDE, nomeadamente através dos contributos em diferentes grupos de trabalho com informação e dados relevantes da área da Farmácia.

Além destes assuntos, procedeu-se ainda à atualização dos dossiês legislativos de âmbito europeu, especialmente no que diz respeito à autenticação de medicamentos, à carteira profissional europeia, ao reconhecimento das qualificações profissionais, aos medicamentos veterinários, aos dispositivos médicos e à proteção de dados em saúde.

Finalmente, o PGEU comentou o acompanhamento da iniciativa da Comissão Europeia intitulada de Semestre Europeu, em que são analisados os impactos das medidas fiscais e estruturais dos Estados-membros e apresentadas recomendações de implementação.

Em particular na área da Saúde, Portugal foi apontado como um bom exemplo pela prescrição por denominação comum internacional e pela utilização da receita eletrónica sem papel.

Link da fonte

Scroll to Top