Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

PGEU publica documento de Boas Práticas sobre Farmácia “Verde” e Sustentável na Europa – Notícias


Os farmacêuticos comunitários partilham as crescentes preocupações sobre os efeitos negativos que os medicamentos podem causar sobre o meio ambiente, e, como resultado, na saúde pública e animal. Como especialistas dos medicamentos, os farmacêuticos estão bem posicionados para aumentar a sensibilização ao público, promover o uso responsável do medicamento, incluindo a gestão correta dos medicamentos fora de uso, e prestar aconselhamento sobre a disponibilidade de medicamentos mais ecológicos e amigos do ambiente, quando essa informação está disponível. Além disso, é também vital que a rede de mais de 400.000 farmácias comunitárias na Europa esteja orientada e apoiada para ajudar a contribuir para um planeta mais saudável, tanto quanto possível.

A proteção do meio ambiente
contribui para salvaguardar a saúde e a segurança das gerações futuras, e, ao
mesmo tempo, os medicamentos desempenham um papel fundamental para garantir um
alto nível de saúde pública. Este equilíbrio delicado precisa de ser alcançado
entre o aumento da consciencialização pública e a adoção de abordagens
políticas apropriadas para prevenir os potenciais efeitos negativos que os
medicamentos podem causar no meio ambiente por um lado, e, por outro, o acesso
a medicamentos seguros e eficazes com benefícios comprovados para a saúde
pública.

 

Este documento descreve a
contribuição que os farmacêuticos comunitários podem ter na promoção de um
futuro mais “verde” e mais sustentável para a farmácia na Europa e apresenta
uma visão geral das melhores práticas em curso no território europeu. O PGEU
exige uma série de ações coordenadas que devem ser tomadas em diferentes níveis
de políticas, nomeadamente nos países-membros da União Europeia em estreita
colaboração com a Comissão Europeia e a Agência Europeia do Medicamento, e a
própria Comissão Europeia.

 

O documento apresenta a
contribuição de Portugal nas melhores práticas exercidas na Europa,
nomeadamente através da Campanha da Ordem dos Farmacêuticos “Uso do Medicamento
– Somos Todos Responsáveis”, e a iniciativa VALORMED.

 

Poderá aceder ao documento aqui.

Link da fonte

Scroll to Top