Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

OF denuncia represálias a farmacêutico do INEM – Notícias


A Ordem dos Farmacêuticos (OF) denuncia publicamente as represálias do Conselho Diretivo do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) ao farmacêutico responsável pela Unidade Pré-Hospitalar dos Serviços Farmacêuticos, que terá questionado a direção do Instituto sobre eventuais irregularidades na administração de vacinas contra a COVID-19.

O
farmacêutico em causa não esteve envolvido no processo de preparação e
administração da primeira toma de vacinas contra a COVID-19 aos colaboradores
do INEM. Desconhecendo a lista de colaboradores a quem seria administrada a
segunda toma e com as vacinas já em pleno processo de descongelamento, opôs-se
então à administração indiscriminada das sobras da vacina, numa situação que
deu conhecimento aos superiores hierárquicos e Conselho Diretivo.

 

A
Ordem dos Farmacêuticos lamenta a falta de resposta e desresponsabilização do
Conselho Diretivo do INEM face a um dos seus colaboradores, dando sem efeito um
pedido de consolidação de mobilidade, cujo prazo de duração havia há muito
terminado e ao qual as restantes partes já haviam dado acordo, visando desta
forma o afastamento do farmacêutico, que se vê assim impedido de exercer as
suas funções.

 

A
Ordem dos Farmacêuticos presta apoio jurídico a todos os seus membros, pelo que
acompanhará naturalmente todas as diligências e inquéritos em curso e
futuramente abertos, designadamente pelas autoridades de saúde e judiciais.

 

Até
conclusões dos inquéritos, a Ordem dos Farmacêuticos considera totalmente
inadmissível o afastamento prematuro, e sem informação prévia, deste
farmacêutico, apelando ao Conselho Diretivo para repor a legalidade neste
processo e garantir o direito ao trabalho, essencial a todos e quaisquer
cidadãos.

Link da fonte

Scroll to Top