Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

#MedSafetyWeek apela à notificação de reações adversas – Notícias


Inicia-se hoje a #MedSafetyWeek 2020, uma iniciativa que congrega 75 autoridades reguladoras nacionais de medicamentos de todo o mundo, para consciencialização dos doentes, cuidadores e profissionais de saúde sobre a importância da notificação de suspeitas de reações adversas a medicamentos. Em Portugal, o Infarmed registou mais de 10 mil notificações este ano.

“Cada notificação conta!” é o tema desta quinta edição da MedSafetyWeek, que visa, sobretudo, incentivar a notificação de suspeitas de efeitos indesejáveis dos medicamentos.

“Os medicamentos são seguros e eficazes, mas podem ocorrer efeitos indesejáveis, também conhecidos como reações adversas. É difícil prever quem poderá sentir uma reação não esperada após a administração de medicamentos, mas é essencial que quaisquer potenciais riscos sejam compreendidos e comunicados”, explica o Infarmed na nota informativa sobre o início da campanha.

A autoridade nacional revelou também os dados sobre a notificações ocorridas já neste ano de 2020. Segundo o Infarmed, foram recebidas mais de 10.660 notificações, a maioria (62,7%) das quais consideradas graves, sendo os titulares da autorização de introdução no mercado que mais notifica, seguidos do médico, farmacêutico, enfermeiro, outros profissionais de saúde e, finalmente, o utente.

Ao longo dos últimos 12 anos, o Infarmed registou mais de 59.500 notificações de reações adversas a medicamentos, 39.597 graves (66,5%) e 19.934 (33,4%) não graves.

A campanha decorre na semana de 2 a 8 de novembro, durante a qual o Infarmed dinamiza a divulgação do Portal RAM, que permite aos profissionais de saúde e utentes comunicarem suspeitas de reações adversas a medicamentos.

Saiba mais sobre a campanha aqui

Link da fonte

Scroll to Top