Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Farmacêuticos vacinaram mais de um milhão de utentes – Notícias


Os últimos dados divulgados pela Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (DE-SNS) apontam para mais de 1,5 milhões de cidadãos vacinados contra a gripe e a COVID-19 desde o início da campanha de vacinação sazonal outono-inverno 2023-2024, há pouco mais de três semana. A grande maioria (2/3) das vacinas foram administradas em farmácias comunitárias, aos utentes com 60 ou mais anos. As restantes foram administradas em lares, na rede de cuidados continuados integrados, prisões e unidades do SNS.

A última informação divulgada pela DE-SNS indica que foram
administradas 1.519.204 vacinas contra a covid-19 e a gripe, das quais
1.107.291 em farmácias comunitárias e 411.913 nas instituições do SNS.

“Nesta terceira semana, o ritmo diário tem sido superior a
120 mil administrações (covid + gripe), tendo sido atingido novo recorde diário
com 132.273 vacinas administradas no dia 18 de outubro”, realça o
comunicado da DE-SNS.

Comparando com a campanha de vacinação sazonal do ano
anterior, assiste-se a um aumento superior a 50% no número de vacinas administradas
nas primeiras três semanas, quando tinham sido administradas 9.84.339 vacinas.

A Campanha de Vacinação Sazonal do Outono-Inverno 2023-2024
contra a gripe e a COVID-19 arrancou no dia 29 de novembro e integra, pela
primeira vez, as farmácias comunitárias como ponto de vacinação exclusiva para
todos os utentes com 60 ou mais anos.

Nas unidades do SNS, a vacinação abrange os utentes com
menos de 60 anos com patologias de risco, grávidas, profissionais dos serviços
de saúde e outros serviços prestadores de cuidados de saúde, bem como estudantes
em estágio clínico, bombeiros envolvidos no transporte de doentes e prestadores
de cuidados a pessoas dependentes, que são convocados pelos respetivos centros
de saúde onde estão inscritos.

Ao todo, existem cerca de 3.500 pontos de vacinação distribuídos
pelo país, como objetivo de vacinação 2,5 milhões de pessoas.

A Ordem dos Farmacêuticos (OF) reconhece a competência dos farmacêuticos
para prestação do serviço de administração de vacinas e medicamentos injetáveis
em farmácias comunitárias.

A atribuição da Competência Farmacêutica em Administração de
Vacinas e Medicamentos Injetáveis requer a conclusão de formações específicas
(reconhecidas pela OF) em Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis e
em Suporte Básico de Vida.

Atualmente, mais de 6.500 farmacêuticos têm a Competência
Farmacêutica em Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis.

A OF desenvolveu ainda uma formação específica que visa
atualizar os conhecimentos dos farmacêuticos sobre a vacinação de reforço
contra a COVID-19, por se tratar de um medicamento com características
particulares, que já concluída por quase 5.500 farmacêuticos.

Clique para acompanhar a página eletrónica dedicada à Campanha de Vacinação Sazonal contra a gripe e a COVID-19 no Outono-Inverno 2023-2024.



Link da fonte

Scroll to Top