Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Logo Ordem dos Farmaceuticos

FARMACÊUTICOS REVÊEM RÁCIOS PARA SERVIÇOS HOSPITALARES – Notícias


Farmacêuticos hospitalares portugueses reúnem no Porto, a partir desta sexta-feira, dia 23 de fevereiro, por ocasião das XVI Jornadas de Farmácia Hospitalar, organizadas pelo Conselho do Colégio de Especialidade de Farmácia Hospitalar da Ordem dos Farmacêuticos (CCEFH-OF).

A 16.ª edição das Jornadas de
Farmácia Hospitalar ocorre num período particularmente desafiante para os
serviços farmacêuticos hospitalares, que enfrentam a transformação dos centros
hospitalares em unidades locais de saúde. Neste processo, persistem ainda
importantes dúvidas sobre as competências e responsabilidades dos serviços
farmacêuticos hospitalares e das Administrações Regionais de Saúde,
nomeadamente ao nível dos cuidados de saúde primários, agora também integrados
nas Unidades Locais de Saúde.

Entre os temas em debate durante
a jornadas de trabalhos, estarão também os sucessivos pedidos de escusa de
responsabilidade apresentados ao longo do último ano por mais de duas centenas
de farmacêuticos de várias unidades de saúde do país. Denunciam carências de
recursos humanos e a degradação de recursos materiais, que ameaçam o
cumprimento das Boas Práticas de Farmácia Hospitalar e a segurança dos cuidados
prestados aos utentes, tal como foi evidenciado pelo Infarmed nas inspeções que
realizou a serviços farmacêuticos hospitalares.

De acordo com os números apurados
pela OF, estão em falta cerca de 350 farmacêuticos nos hospitais do Serviço
Nacional de Saúde (SNS), o que tem vindo a impedir o desenvolvimento de novos
serviços e atividades clínicas altamente valorizadas pelos utentes e pelas
equipas dos diferentes serviços hospitalares. São disso exemplo os serviços de
dispensa de medicamentos hospitalares em proximidade ou acompanhamento das
visitas médicas e outras atividades de farmácia clínica

A criação da Residência
Farmacêutica, em 2023, pode contribuir para a renovação do quadro geracional de
farmacêuticos com vínculo ao SNS, se o Ministério da Saúde autorizar a abertura
de vagas para contratação dos novos farmacêuticos especialistas que ajudou a
formar.

A OF e o CCEFH-OF estão a trabalhar na revisão de
um rácio de farmacêuticos para cada uma atividades desenvolvidas nas farmácias
hospitalares, desde processo logístico do medicamento e outros produtos de
saúde até às atividades clínicas e assistenciais, incluindo a dispensa de
medicamentos aos doentes em internamento e em ambulatório e outras atividades
nas áreas dos ensaios clínicos, preparações estéreis e não estéreis e cuidados
de saúde primários, entre outras. A Ordem considera que a segurança do circuito
do medicamento hospitalar está condicionada ao seu acompanhamento por um número
mínimo de profissionais qualificados.

O tema estará em debate nesta
16.ª edição das Jornadas de Farmácia Hospitalar, que registam a participação do
Bastonário da OF, Helder Mota Filipe, do Presidente do CCEFH-OF, João Ribeiro,
representantes das entidades reguladoras (Infarmed, ACSS, SPMS) e responsáveis
de Serviços Farmacêuticos de várias unidades de saúde de todo o país.

Mais informações sobre o programa
em Jornadas de Farmácia Hospitalar.

Link da fonte

Scroll to Top