Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Farmacêuticos do SNS iniciam greve à dispensa em proximidade – Notícias


Teve início hoje, dia 2 de janeiro, a greve dos farmacêuticos do SNS que abrange a dispensa de medicamentos hospitalares em proximidade. O Sindicato Nacional dos Farmacêuticos (SNF) justifica esta greve com a falta de recursos humanos e a sobreposição de tarefas para a execução deste serviço, que, pela sua natureza, implica um “acompanhamento à distância e uma dedicação de tempo acrescido”.

O SNF lembra que durante os anos da pandemia de COVID-19 os farmacêuticos hospitalares “responderam afirmativamente à necessidade de aumentar o volume de dispensa em proximidade” implementando e aprimorando rapidamente circuitos de entrega de medicamentos. De uma pequena minoria de doentes abrangidos por este serviço em período pré-pandémico, o número cresceu em poucas semanas para dezenas de milhares, situação que se verifica aos dias de hoje.

De acordo com o SNF, mesmo com o serviço de dispensa de medicamentos hospitalares em proximidade em pequena escala ” já seria necessário a contratação de mais farmacêuticos para assegurar o funcionamento normal dos serviços farmacêuticos” pelo que seria expectável que, com a sua generalização, se “procedesse à contratação de farmacêuticos e à valorização dos mesmos no SNS”, algo que o Sindicato afirma que nunca foi feito.

A greve dos farmacêuticos do SNS tem uma duração indeterminada pelo que, durante este período, os doentes beneficiários do serviço de dispensa em proximidade deverão dirigir-se aos ambulatórios das farmácias dos hospitais onde são seguidos, sendo assegurada a terapêutica a todos os utentes.

Link da fonte

Scroll to Top