Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Farmacêuticos britânicos querem participar na vacinação contra a covid-19 – Notícias


Os farmacêuticos comunitários britânicos voltaram a apelar ao Governo para aproveitar as suas capacidades e competências na vacinação contra o novo coronavírus. “O que está a impedir o NHS de mobilizar mais farmácias para esta tarefa vital?”, questionou o presidente da National Pharmacy Association, Andrew Lane.

“Os farmacêuticos querem ajudar. Estão capacitados para administrar vacinas e as pessoas estão a pedir maior conveniência no acesso”, sublinha Lane. “As farmácias devem ser apoiadas para participarem neste esforço nacional urgente”, considera.

Sandra Gidley, presidente da Royal Pharmaceutical Society (RPS), estima que as farmácias tenham “capacidade para vacinar 1,3 milhões de pessoas por semana, muitas vezes chegando àqueles que são mais difíceis de alcançar”.

Enquanto na vacina da Pfizer/BioNTech apenas grandes farmácias capazes de administrar 950 doses por dia podem participar, já que as doses da vacina devem ser todas usadas depois de descongeladas, explicou a responsável da RPS, a vacina da Oxford/AstraZeneca abre outras perspetivas, já que vem em unidades menores e requer uma frigorifico normal para armazenamento.

O secretário de Estado responsável pelo programa de vacinação, Nadhim Zahawi, admitiu que o Governo pretende incluir as farmácias comunitárias. “O NHS tem um plano muito claro para administrar a vacina”, disse.

Até ao momento, a vacina tem sido administrada a pessoas vulneráveis, maiores de 80 anos, em centros hospitalares, nos cuidados de saúde primários e em lares de idosos.

“Dentro de alguns dias, passam também a ser administradas em centros nacionais de vacinação (grandes ginásios e estádios)”, explicou, e, de forma complementar na rede de farmácias comunitárias.

Link da fonte

Scroll to Top