Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Estudo apoia expansão do papel dos farmacêuticos em lares – Notícias


Investigadores britânicos conduziram um estudo que concluiu que farmacêuticos prescritores independentes (IPs) reduzem a prevalência de efeitos adversos dos medicamentos associados à polimedicação em residentes de lares.

Os investigadores conduziram um ensaio controlado aleatório, que incluiu 72 lares em toda a Inglaterra, Escócia e Irlanda do Norte.

No grupo de intervenção, foram integrados nos lares IPs formados nesta área específica para melhorar a gestão e segurança dos medicamentos, prestando cuidados farmacêuticos aos residentes dos mesmos, com visitas semanais ao longo de seis meses.

Cada grupo incluiu o desenvolvimento de um plano de cuidados farmacêuticos para cada residente no ensaio, a realização de revisão/reconciliação de medicamentos, formação de pessoal, apoio com procedimentos relacionados com medicamentos, desprescrição, e autorização de receitas médicas. Os participantes no grupo de controlo receberam cuidados habituais de clínica geral e cuidados habituais por parte dos farmacêuticos comunitários.

Embora o rácio de risco de redução para o grupo de intervenção em comparação com o grupo de controlo “não mostrou uma redução significativa”, o estudo mostrou uma redução significativa do Drug Burden Index, indicador que quantifica e avalia a exposição de um indivíduo a medicação com ação anticolinérgica e sedativa. Isto significou que “os potenciais danos futuros dos medicamentos foram significativamente reduzidos”, dizem os investigadores.

Para saber mais sobre o estudo conduzido consulte o seguinte link: https://www.bmj.com/content/380/bmj-2022-071883 

Link da fonte

Scroll to Top