Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

EMA revela redução de consumo de antibióticos em animais – Notícias


A Agência Europeia do Medicamento (EMA) publicou um relatório sobre a utilização de antibióticos em animais, que mostra uma redução das vendas superior a 32% entre 2011 e 2017, em particular nas classes das polimixinas e das cefalosporinas de terceira e quarta geração.

As conclusões deste trabalho confirmam a tendência de queda
observada nos últimos anos e mostram o efeito positivo das orientações da União
Europeia (UE) e das campanhas nacionais que promovem o uso responsável de
antibióticos em animais, como forma de combater a resistência antimicrobiana.

Esta realidade não é, contudo, transversal a todos os países
europeus. Embora 19 dos 25 países que forneceram dados relativos a 2011-2017 tenham
reportados quebras nas vendas de antibióticos veterinários em mais de 5%, três
países registaram aumentos de mais de 5%.

Em comunicado, a EMA adianta que “o declínio substancial nas
vendas de antimicrobianos para espécies produtoras de alimentos observado em
alguns países indica que ainda há um alto potencial de diminuição do uso de
antimicrobianos nos outros países, especialmente naqueles em que ainda se
observa um elevado consumo”.

Não obstante, a agência europeia considera também que a
redução nas vendas é o resultado de esforços combinados de médicos veterinários,
agricultores e outros atores do setor pecuário. Estas iniciativas inserem-se no
Plano de Ação de Saúde da UE Contra a Resistência Antimicrobiana, cujo
principal objetivo é preservar a eficácia do tratamento das infeções no ser humano
e animais.

O relatório integra o projeto de Vigilância Europeia do
Consumo Antimicrobiano Veterinário (ESVAC), apresenta dados de 31 países do
Espaço Económico Europeu e da Suíça que forneceram voluntariamente informações
sobre vendas ou prescrições de antibióticos veterinários para 2017.

A participação no projeto ESVAC aumentou substancialmente,
de nove países em 2010 para 31 países em 2019, o que para a EMA demonstra “um
claro compromisso dos países europeus em promover o uso responsável de
antibióticos em animais e em reduzir o risco de bactérias resistentes em
alimentos de origem animal”.

O projeto foi lançado pela EMA em abril de 2010, após um
pedido da Comissão Europeia para desenvolver uma abordagem harmonizada para a compilação
e comunicação de dados dos Estados Membros sobre o uso de antimicrobianos em
animais.

O relatório é publicado anualmente e utilizado na
definição de políticas antimicrobianas e para orientação sobre o uso
responsável de antimicrobianos.

Clique aqui para aceder ao relatório.

Em 2018, também a Direção-Geral da Saúde apontou melhorias de resultados no controlo da infeção e das resistências antimicrobianas em Portugal entre 2013 e 2017. Saiba mais aqui.

Link da fonte

Scroll to Top