Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

Consumidores querem mais serviços farmacêuticos – Notícias


A Deco foi conhecer a opinião dos portugueses sobre o serviço prestado nas farmácias e locais de venda de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica. O trabalho publicado na última edição da revista Teste Saúde revela que os farmacêuticos são os primeiros profissionais consultados pelos portugueses em afeções menores (alergias, sintomas gripais, dores nas costas, pernas e articulações, por exemplo). Os níveis de satisfação com o serviço prestado estão próximos dos 9 pontos (numa escala de 1 a 10, em que 1 corresponde a “nada satisfeito” e 10 a “satisfeito”), sendo a “simpatia dos funcionários”, “respeito pela confidencialidade” e a “informação sobre medicamentos” os principais aspetos diferenciadores.

O inquérito realizado pela Deco entre março e abril deste ano registou 1.515 respostas válidas. Os consumidores mostram-se globalmente muito satisfeitos com a farmácia que visitam com mais frequência e apenas 9% admite ter feito compras numa farmácia online no último ano.

A maioria dos inquiridos considera as farmácias têm sido importantes parceiras no combate à COVID-19, com 66% a sugerir que deveriam ser autorizadas a administrar vacinas e 42% a manifestar confiança nos testes aí realizados.

OS utentes mostram-se ainda muito satisfeitos com serviços de medição da pressão arterial, colesterol ou vacinação, entre outros, e gostavam que os farmacêuticos tivessem um papel mais ativo no seguimento da sua saúde: 66% entende que deveriam poder renovar a prescrição médica durante um período definido pelo clínico e que deveriam ter acesso ao historial clínico dos seus utentes. Entre os serviços mais valorizados pelo consumidor está ainda a entrega de emergência ao domicílio.

Clique para aceder ao artigo publicado na revista Teste Saúde de outubro/novembro.

Link da fonte

Scroll to Top