Email: geral@afp.com.pt Tel: 222 089 160 *

BERC-Luso esteve no Fórum do EDCTP – Notícias

A responsável do projeto que junta a Ordem dos Farmacêuticos, o Infarmed, a Comissão de Ética para a Investigação Clínica e as Agências Reguladoras e Comissões de Ética de Angola, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Cabo-Verde, integrou o painel de uma sessão dedicada ao fortalecimento do quadro regulamentar para a investigação em saúde.

Maria do Céu Patrão Neves apresentou um abstract subordinado ao tema ” Legislative, Educational, Training, Institutional and Social impact evaluation of the BERC-Luso Project in the Portuguese-Speaking African Countries”, inserido no painel “Strengthening the ethics and regulatory framework”. Na sua apresentação destacou o carácter pioneiro do BERC-Luso, por juntar os PALOP, por ter uma forte componente prática e teórica, pela abordagem e pelos resultados alcançados.

Desde 2018, o BERC-Luso tem promovido e divulgado as melhores práticas internacionais, que garantem a proteção das populações e a saúde pública, permitindo que a investigação científica prossiga a sua atividade respeitando os valores éticos e culturais à luz da legislação internacional e nacional.

Em todos os países parceiros, foi alcançado um elevado nível de sucesso através do cumprimento de todo os objetivos estabelecidos no início do projeto. Dos 57 indicadores definidos para o conjunto dos cinco países, quase 65% foram totalmente preenchidos e cerca de 35% parcialmente concluídos.

A análise por país revelou diferentes graus de sucesso (de 60 a 95%) e, globalmente, foi alcançado um elevado nível de sucesso (quase 80%) através da análise do roteiro e dos indicadores. No total, foram desenvolvidas 311 atividades, com impacto em pelo menos 3848 profissionais de diferentes origens. Foram ministradas mais de 172 horas de formação e o projeto registou uma grande divulgação através dos meios de comunicação social em pelo menos seis países.

O projeto foi aprovado e financiado pelo Programa EDCTP2 – Parceria entre a Europa e os Países em Desenvolvimento para a Realização de Ensaios Clínicos, que contou com o apoio da União Europeia e co-financiamento da Fundação Calouste Gulbenkian. 

À margem do evento, a secretária técnica da OF para a Área Internacional, Leonor Soares, participou também numa sessão que reuniu vários investigadores dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, organizada pela Fundação Calouste Gulenkian e o Fundação La Caixa, que teve como objetivo central explorar o potencial de oportunidades para colaboração na investigação das ciências da saúde.

Link da fonte

Scroll to Top