AFP
Damos valor à sua farmácia.

Notícias

29 Jul

Dia Mundial das Hepatites: Os rastreios continuam a ser essenciais

O número de novos casos e internamentos por Hepatite B (entre dadores de órgãos e sangue) e C (por cirrose associada) têm vindo a diminuir, avança o relatório do Programa Nacional para as Hepatites Virais da Direção-Geral da Saúde (DGS), apresentado  a 28 de julho, Dia Mundial das Hepatites. O relatório da DGS refere ainda que Portugal deverá cumprir os objetivos da Organização Mundial da Saúde (OMS), nomeadamente a redução dos novos casos de infeção por Hepatites B e C em 90% e a mortalidade associada em 65%.

No caso da Hepatite B existe tratamento através de vacinas e terapêutica. No caso da Hepatite C, mesmo existindo a possibilidade de cura, estima-se que 40 mil portugueses desconhecem que estão infetados com o vírus, uma vez que não apresentam sintomas. Neste sentido, a testagem revela ser um aliado importante, sendo por isso fundamental reforçar a disponibilização desse serviço.

Atualmente, já existe uma tendência crescente da testagem nas Hepatites B e C, não só nas unidades de saúde, mas também na comunidade. O aumento anual de 33% na testagem para as Hepatites B e C é precisamente uma das metas do programa até 2024, tal como a redução de 50% da mortalidade por cancro ou cirrose ou o tratamento de mais de 90% das pessoas elegíveis com estes tipos de hepatite.

Neste, sentido, a Associação de Farmácias de Portugal relembra a importância da testagem como forma de prevenção que pode ser realizada através de uma simples picada no dedo.