AFP
Damos valor à sua farmácia.

Notícias

10 Jan

AFP e Médicos do Mundo promovem recolha de medicamentos para apoiar Moçambique

A Associação de Farmácias de Portugal (AFP), em cooperação com a associação Médicos do Mundo, está a promover uma campanha com o objetivo de recolher medicamentos e material médico para apoiar as vítimas dos ciclones que fustigaram Moçambique durante os meses de março e abril do ano passado. A recolha termina a 31 de janeiro.

Para ajudar Moçambique, os cidadãos podem consultar a lista de medicamentos e material médico a doar, nas farmácias aderentes, associadas da AFP, escolhendo o que pretendem adquirir. De seguida, depositam esses medicamentos e/ou material médico em contentores próprios, disponibilizados nessas farmácias.

Paracetamol, ibuprofeno, gotas oftálmicas, probióticos, fraldas, soro fisiológico, betadine, compressas, seringas e agulhas são alguns dos medicamentos e material médico que constam da lista.

As doações resultantes da campanha “Vamos Ajudar Moçambique” serão depois reencaminhadas à organização Médicos do Mundo que fará chegar todo o material a Moçambique.

“A missão da AFP é trabalhar de perto com as farmácias para melhor servir a comunidade. Perante uma tragédia desta magnitude, a AFP não poderia ficar indiferente e, em parceria com a Médicos do Mundo, implementámos esta campanha que pretendemos que seja um contributo positivo para apoiar a prestação de cuidados de saúde de quem mais precisa”, explica Manuela Pacheco, Presidente da AFP.

A mesma opinião é partilhada por Fernando Vasco da Silva Marques, Presidente da Médicos do Mundo: “Na verdade, o apoio a Moçambique, em função da calamidade provocada pelo ciclone Idai, estende-se muito para além da fase de emergência. Ciente desta situação, a delegação portuguesa da Médicos do Mundo, desde o primeiro momento, começou a procurar forma de montar um projeto de continuidade. Neste momento, este processo está em curso e iremos prestar apoio a populações deslocadas que estão completamente desprotegidas em termos de cuidados médicos. Já estamos no distrito de Nhamantada (a cerca de 100km da Beira, igualmente na província de Sofala), pelo que esta campanha de recolha de medicamentos, em colaboração com a AFP, faz todo o sentido e vem ao encontro de necessidades identificadas no terreno.”

O projeto “Vamos Ajudar Moçambique” vai decorrer em várias farmácias, associadas da AFP, espalhadas por todo o País.

Conheça aqui a lista das farmácias aderentes.